História de São Simão

Breve Resumo Histórico

A data da Emancipação Política ocorrida em 22/04/1865, pela Lei nº 75, da Província de São Paulo que criou o município de São Simão, sendo a sua data de fundação o dia 28/06/1824 e o dia 28/10 como a data comemorativa do aniversário devido à tradição e homenagem ao martirológico de São Simão Apostolo, padroeiro da cidade.

São Simão hoje tem cerca de  15.041 habitantes (população estimada do IBGE 2014).

Chegou a ter 30.000 habitantes no século XIX o que a fez ser a segunda maior cidade do estado.

Clima privilegiado em virtude das serras que a cercam. Água potável e

cristalina é encontrada em abundância, o que a faz ter potencial para estância hidromineral, climática e/ou turística.

Segundo a lenda, São Simão teria surgido após bandeira de sertanista Simão da Silva Teixeira no início do Século XIX, o qual é desmistificado pelos documentos encontrados que datam o surgimento de nossa cidade na segunda metade do século XVIII.

Surgido como Sesmaria – terras arrendadas pela igreja e que preparavam os residentes (índios) para a colonização, recebeu inúmeras bandeiras, o que a teve transformado em vila e posteriormente desenvolveu sua história como consta nos documentos.

São Simão teve o seu próprio Banco, como teve sua própria usina elétrica, suas estradas de ferro e sua empresa telefônica, São Simão teve no passado grandes homens com grandes iniciativas e atraiu inúmeros imigrantes como colonizadores:

  • Alemães – que trouxeram a fundição de metais a arquitetura e a engenharia de construção das casas, das quais, muitas ainda permanecem de pé, como a Casa de Cultura Marcelo Grassmann que possui acervo valioso de gravuras do artista simonense, considerado como um dos melhores do mundo em sua técnica e o Teatro Carlos Gomes – com características de Teatro de Ópera, que abrigou inúmeras companhias de Ópera que por aqui se apresentavam frequentemente.

  • Italianos – que vieram para trabalhar na lavoura do café, substituindo a mão escrava.

  • Ingleses – trouxeram centenas de utensílios e construíram as estradas de ferro que escoavam a safra do café. São Simão chegou a ter quatro ferrovias distintas.

Além destes, nossa cidade também recebeu Norte-americanos, Libaneses, Portugueses, Franceses e Japoneses.

São Simão é também conhecida por ter sido o Berço da Proclamação da

República, pois em 31 de janeiro de 1.888, a Câmara Municipal de São Simão, propunha a extinção da monarquia e anulava a formação do 3° império.

São Simão passou por três epidemias de febre amarela, 1.896/1.898/1.902 e por uma epidemia de varíola em 1.887. Esse advento, fez com que as sedes de fazenda e suas pequenas vilas de colonos, recebessem uma quantidade maior de moradores em sua redondeza, isso fez com que surgissem pequenas vilas que se transformaram mais tarde em Capelas.

São Simão tem muito orgulho, em poder ter dado vida a cidades de nossa região: Cravinhos, Santa Rosa de Viterbo, Serrana, Sertãozinho, Ribeirão Preto, Pontal, Dumond, Guatapará, Serra Azul, Barrinha, Santa Rita do Passa Quatro e Luiz Antônio.